“Rota Sustentada” - Visita Guiada com os Curadores

Arte Urbana
Data: sábado, 17 de junho 15:00

Local: Ruas do Centro Histórico

ROTA SUSTENTADA” | Visita Guiada com os Curadores

Andre-da-Loba-00-by-MalcolmBrown

André da Loba | Rua Guilherme Gomes Ferreira

André da Loba é um artista e poeta relutante. Caminhante. Nasceu em Portugal. É ilustrador, animador, escultor, matemático, educador, contador e lava pratos. O seu trabalho tem sido reconhecido, premiado e aclamado um pouco por todo o lado. Combina a curiosidade e a experimentação como constante meio de inspiração. As ruas também Ilustra para varias publicações como o The New York Times, Time Magazine, The New Yorker e também ilustra livros infantis. Gosta de flores e é secretamente feliz.

 

Andreco-00Andreco | Ruas do Centro Histórico

Andreco nasceu em Roma e trabalha entre Roma, Bolonha e Nova Iorque como artista e cientista. É também engenheiro ambiental com especialização em gestão de recursos sustentáveis em diferentes condições climáticas. Faz uso de distintas técnicas para representar a sua arte, desde instalações públicas a vídeos ou pinturas murais e desenhos.

 

Bordalo-22Bordalo II | Rua Afonso III e Rua Guilherme Gomes Fernandes

Artur Silva, conhecido artisticamente como BORDALO II, nasceu em Lisboa em 1987. A sua juventude desenrolou-se entre as horas passadas na companhia do avô, o pintor Real Bordalo e a sua incessante paixão pelas aguarelas e as consequências que o graffiti trás a quem a ele se dedica.

Gradualmente, foi transformando os seus hábitos e canalizando as suas vivências na construção e desenvolvimento do seu trabalho artístico, que se foca atualmente no questionamento da sociedade materialista e gananciosa de que faz (também) parte. O seu processo artístico baseia-se na premissa de que “o lixo de um homem é o tesouro do outro”.

 

cumul-04Cumul Collective | Escadas Campanário/Rua D. Afonso III (junto da marginal)

Cumul surge em 2015, no âmbito do festival de arte de rua, US Barcelona. Desde o primeiro momento, cada um dos projetos produzidos, recebeu a melhor e maior das atenções dos vários meios de comunicação especializados em arte, design e/ou arquitetura. Cumul é um coletivo de artistas, designers e engenheiros dedicados ao universo da instalação. Através dos seus projetos, fazendo uso de objetos básicos e rudimentares do nosso quotidiano, constroem jogos visuais de carácter surrealista, que jogam com o olho e o entendimento do estabelecido.

 

640-640jpgFAHR-021FAHR 021.3 | Rua estreita / Largo Santa Marinha

FAHR 021.3 é um estúdio criativo e experimental premiado internacionalmente, que (des)foca o seu trabalho entre a Arte e a Arquitetura. Proveniente da palavra germânica Erfahrung (experiência), FAHR 021.3 apresenta-se como uma oficina laboratorial que desenvolve estratégias conceptuais no limiar da contradição, da descontextualização e do inesperado.

 

Filipe-Pinto-Soares---AKFilipe Pinto Soares | Sala de Exposições do Convento Corpus Christi

Filipe Pinto Soares nasceu em 1974 em Lisboa. Em 2001 cria a marca Relectro, uma marca de design industrial, onde funde a tecnologia a peças vintage de decoração. Nessa altura começa o seu percurso como artista plástico. Faz parte de várias exposições como Abanque (Mouse) em 2004, na Circuit em 2006 e na Nike´s 1/1 Art of Football em 2008. A sua primeira exposição de desenho - Below the Line – acontece em 2014, onde começa também o seu percurso como músico e a construir instrumentos musicais.

 

Isaac-Cordal-01Isaac Cordal | Vários locais

Isaac Cordal tem dedicado os últimos 10 anos a espalhar as suas esculturas pelos quatro cantos do mundo. Ninguém poderá negar que existe algo de mágico nas figuras de Isaac Cordal, que colocadas estrategicamente em cantos abandonados dos nossos ambientes urbanos, nos lembram da passagem (dormente) do tempo, dos efeitos nefastos do materialismo e do consumismo, e da destruição da natureza.

 

Jaune-01Jaune | Vários locais

Jaune é um artista de stencil de intervenção a nível urbano, oriundo de Bruxelas na Bélgica. O seu trabalho é baseado no paradoxo entre o visível e invisível, tendo como protagonistas das suas humorísticas instalações e quadros os funcionários de limpeza urbana — ideia que surgiu da sua experiência pessoal ao trabalhar nessa área. Em 2011, decidiu libertar estas personagens das suas funções habituais, colocando-as simbolicamente pelas ruas da cidade em cenários mais absurdos e lúdicos. Os responsáveis por manter o mundo limpo e arrumado tornaram-se o prenúncio do caos.

 

Marco-Mendes-02Marco Mendes | Rua Guilherme Gomes Fernandes

Marco Mendes é autor de banda desenhada, ilustrador, artista plástico e professor. Publicou, em 2008, o livro "Tomorrow the Chinese Will Deliver the Pandas", pela Plana Press, em Maio de 2012 a novela gráfica "Diário Rasgado", que compila uma série de BD's autobiográficas, em 2013 o álbum de desenhos "Anos Dourados" e em 2014 a novela gráfica "Zombie", todos pela Mundo Fantasma. Prepara, para 2018, a edição de mais uma novela gráfica.

 

Mariana-a-miseravel-02Mariana a Miserável | Rua Guilherme Gomes Fernandes

Ilustradora que, em 2008, concluiu a licenciatura em Design Gráfico pela Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha e em 2011 frequentou o Mestrado em Design Gráfico e Projetos Editoriais pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto. Desde 2010 desenvolve exposições individuais e coletivas de ilustração, bem como inúmeros outros projetos nesta área: livros, publicações de pequenas tiragens,posters, agendas, murais, revistas e jornais.

 

Nicolau-03Nicolau | Rua Guilherme Gomes Fernandes Pascal Ferreira Pascal Ferreira

Nicolau explorou, até agora, a ilustração através de capas de discos, livros, revistas, jornais, exposições, murais, projeções ao vivo e vídeos musicais animados. Entre o simbólico e o contemplativo, com humor e simplicidade, trabalhou com artistas como Miguel Araújo ou Carminho. Ilustrou o livro “Vincos”, escrito por Inês Fonseca Santos e editado pela APCC. Orienta com Joana Estrela o ciclo Drink&Draw, no Porto, cidade onde pedala.

 

Pascal-3Pascal Ferreira | Largo da Igreja de Santa Marinha

Nasceu no ano de 1971, em Paris. Vive e trabalha na cidade do Porto e é licenciado em Artes Plásticas – Escultura, pela Escola Superior de Belas Artes do Porto, onde foi professor assistente do departamento de Escultura, entre 1998 e 2009. Atualmente, desenvolve trabalho artístico nas áreas da Instalação, Escultura, Desenho e Ilustração.

 

Pastel-00Pastel | Largo Joaquim Magalhães - torre EDP

Longe da arquitetura convencional, Pastel entende o trabalho na rua como uma acupuntura urbana. Para ele as cidades modernas estão cheias de "não-lugares" devido ao planeamento irregular e não inclusivo. Desta forma, as pinturas podem ser como que um recomeço para esses lugares, trabalhando a identidade local e não somente outra ferramenta de gentrificação social. O seu trabalho estabelece um diálogo sobre a natureza do homem e seu entorno. O existencial, real, puro e trágico, quase esquecido na sociedade moderna.

 

ThirdThird | Zé da Micha

O trabalho de Third extravasa os limites mais enraizados no conceito de arte urbana. A inspiração surge indiscutivelmente do quotidiano, imerso na cultura citadina, porém procura constantemente expressar a sua criatividade para além do graffiti, com forte expressão como ilustrador. O artista persegue a evolução constante e a sua inspiração principal é o quotidiano, retratar as vivências, tendo-se a si mesmo como o centro, o catalizador de toda a inspiração.

 

3MaisMenos-03--Futuro±MaisMenos± | Casa das Madalenas do Convento Corpus Christi

Miguel Januário nasceu no Porto em 1981, estudou Artes Gráficas na Escola de Ensino Artístico de Soares dos Reis, na mesma cidade onde teve o primeiro contacto com o graffiti e culturas urbanas. Em 2005, criou o projeto de intervenção '±MAISMENOS±, que se tornou uma referência no panorama nacional e internacional da street art. O seu trabalho artístico já esteve exposto em várias galerias nacionais e internacionais, destacando-se a galeria Vera Cortes em Lisboa, a Caixa Cultural no Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília e o Museu de Arte Contemporânea de Roma.